Segunda-feira, 18 de Julho

Tiresopólis preparou-se para dez dias de muita alegria, divertimento e imensas brincadeiras! Assim que o despertador tocou, os Nameks começaram a aguardar ansiosamente a chegada dos Cirinos. De sorriso na cara e um nervosismo na barriga, os Cirinos fizeram-se acompanhar pelos Nameks para as suas carabinas. A primeira tarefa era simples, arrumar as respectivas malas. Deixar tudo arrumado é uma regra muito importante imposta pelo Tio Gouchete – cujo nome não podemos pronunciar – por isso, os Cirinos tiveram que seguir os 13 mandamentos rigorosamente.
Bonés na cabeça e estavam todos prontos para o primeiro passeio por Namalek. Cada facção se juntou e através de pequenos jogos perderam a vergonha e as amizades começaram a crescer.
Uma hora no relógio tocou e para a Bokassa os Cirinos marcharam, com as barrigas prontas para comer a deliciosa comida da dona Saudade. Massa com carne fez a delícia de todos os Cirinos. Apenas o tomate, pepino e a alface é que fizeram alguns torcer o nariz, mas como quem manda é o Tio Gouchete e o mandamento 10 ordena que tudo o que está no prato é para se comer. A tarde iniciou-se com a hora da sesta, onde os Cirinos, nas suas carabinas, puderam desenhar, jogar às cartas, ler ou até mesmo dormir. O entusiasmo pela praia era tanto, que para vestir os calções e os biquínis sem esquecer do protetor, foi tudo feito em escassos minutos.
E lá estavam eles, prontos para colocar os pés na areia e para todas as brincadeiras juntos dos Nameks. O mar não foi nosso amigo porque não houve oportunidade para uns banhos no mar.
Com os bolsos cheios de areia, regressaram para tomar banho e ficarem cheirosos.
O arroz de peixe deixou os Cirinos a fazerem algumas caretas engraçadas, mas as regras são para se cumprir, pelo que, uns mais depressa, e outros mais devagar, iam acabando por encher as barriguinhas. Depois do jantar, os Nameks receberam a letra do hino para ensinar os Cirinos e foram todos a cantarolar na hora do passeio.
Um dos momentos mais aguardados pelos Cirinos iria começar, iam conhecer o Tio Gouchete. Perceberam logo que ele é o todo-poderoso, e só ele é que manda e quem não obedece sofre as consequências. Por isso é que ao longo dos dez dias, cada facção iria ser, ou uma facção boa ou má! As Maletes que se faziam acompanhar do Tio Gouchete meteram novamente os Cirinos a ler os mandamentos para que todos os pudessem cumprir.
Oração feita e iogurte comido e cada Cirino seguiu para a sua cama. Uma bela noite de sono os aguardará preparando-os para os próximos dias cheios de aventura.